O Dia do Toque do Shofar

Por

O Dia do Toque do Shofar – Rosh há Shaná (cabeça do Ano). Fala aos filhos de Israel, dizendo: No mês sétimo, ao primeiro do mês, tereis descanso, memorial com sonido de trombetas, santa convocação (Lv 23.24)

1 Co 14.7
7 Até mesmo considerando objetos sem vida, mas que produzem sons, tais como a flauta ou a harpa, como alguém poderá reconhecer a música que está sendo tocada, se os sons formados por elas não forem distintos? 8 E mais, se a trombeta (Toque do Shofar) não emitir um som claro e correto, quem se preparará para a batalha? 9 Da mesma maneira vós, se com a língua não pronunciardes sons que se podem entender, como se compreenderá o que dizeis? Pois, estareis como que jogando palavras ao vento.

Dia do Toque do Shofar

A Torá possui 4 Anos Novos – O estudando atento das Escrituras logo perceberá que em Israel existem pelo menos 4 (quatro) iniciações de “Ano Novo”.

Cada uma, marca um propósito e todos ordenados por Deus. Por exemplo:

  1. Dia 1.º de Tishrei: Marca a “Festa das Trombetas”
    1. É o aniversário da Criação do homem (segundo os rabinos) 
    2. Ano novo para contagem do ano sabático, o ano de Jubileu e 
    3. Para entrega de dízimos de vegetais e grãos;
  2. Dia 15 de Shevat (Dt 14.28) “Ao final de cada três anos… “:
    1. Baseava no Ano novo para contagem dos três anos  para dízimos de frutos (Agricultura);
  3. Dia 1.º de Nisã – Marca o início da contagem das festas
  4. 1.º de Elul – Ano novo para contagem de dízimos de gado (Agropecuária;

De acordo com a tradição judaica, Adão e Eva foram criados no primeiro dia do mês de Tishrei, que foi o sexto dia da Criação. É a partir deste mês que o ciclo anual se inicia (Cabeça do Ano). Por isso, Rosh Hashaná é celebrado nesta época. Historicamente, o primeiro Rosh ha Shaná foi numa sexta-feira, o sexto dia da Criação.

Memorial de Quê?

Levítico 23.24
“Fala aos filhos de Israel, dizendo: No mês sétimo, ao primeiro do mês, tereis descanso, memorial com sonido de trombetas, santa convocação.”

o toque da trombeta

Essa é uma pergunta que os rabinos fizeram por longos anos: “Memorial de Quê?”

Porque Deus mandou fazer uma cerimônia todos os anos por estatuto perpétuo de um MEMORIAL  com sonido de trombeta?

Você pensa que Deus se esqueceu de dizer o que era para lembrar?

Durante muito tempo os rabinos tentaram entender o exato significado, uma vez que propositadamente Deus não fora específico.

Então os Rabinos foram estudar todas as passagens onde o Shofar aparecia nas Escrituras:

11 Elementos Lembrados Pelo Toque do Shofar

Essa festa é conhecida por apregoar três elementos principais:

  1. O Retorno do Rei: Jesus será coroado como Rei herdeiro de Davi.
  2. Despertamento: Com os dez primeiros dias de jejum e quebrantamento.
  3. A Dádiva da Torá: Quando Moisés entregou as Leis as trombetas tocaram.
  4. Voz Profética: O Toque da Trombeta lembra a voz dos profetas que trazia temor, promessa e esperança.
  5. Gritos e Lágrimas: Lembra dos gritos e lágrimas derramados quando o Templo de Jerusalém foi destruído lembrando que ele tem que ser re-construído.
  6. Sacrifício de Isaque: Porque ao invés de Isaque morrer, Deus entregou um “carneiro embaraçado pelos chifres” material de fazer o Shofar.
  7. Reverência: Porque seu som traz humildade em nós, porque sentimos temor do que está por acontecer.
  8. Introspecção: Porque quando for o dia do julgamento as trombetas serão tocadas.
  9. Celebração: Porque convoca o povo para a festa, foi tocada quando os Judeus reconquistaram à Terra de Israel.
  10. Unidade: Vai ser tocada quando Cristo voltar e reinar mil anos onde todos os povos da terra terão uniformidade de pensamento.
  11. O Grito: No nosso mais profundo ser existe um “Grito Silencioso” de nossa alma que deseja retornar ao seu Criador.

(escritos de Rabi Saadiah Gaon)

Podemos ainda acrescentar os usuais:

  • Levantar Acampamento: Era tocada no deserto quando deviam preparar as tendas para deslocar
  • Adoração: Quando o povo reunia para Ler as Escrituras

Sou eu, é você, quem vai decidir o porquê do Toque do Shofar

A Igreja não pode esquecer, tem que guardar na memória o toque, o som, o sonido, os sinais – O REI ESTÁ VOLTANDO.

O Toque do Shofar é Para Amigos e Para os Inimigos:

O Toque do Shofar colocava em atenção todos os “Amigos do Rei“, quanto também aos “Inimigos do Rei“. O Toque do Shofar deve ser alegria para os amigos do Rei, mas também enfurece os inimigos do Rei.

1 Samuel 4.6
Os filisteus ouviram aquele brado extraordinário e exclamaram: “Que significa esse forte grito no acampamento dos hebreus?” Quando foram avisados de que a Arca da Aliança do SENHOR havia chegado ao acampamento dos hebreus,

Jesus Toca o Shofar:

Se o toque do Shofar significa marcar tempo, convocar, chamar, avisar, dar a entender, então, nós vemos muitos “Toques” pelo próprio Mestre dos mestres, e podemos sitar:

  • Os sinais que Cristo avisou
  • Várias parábolas (como a das Dez Virgens)

Geralmente o Noivo ia embora preparar o lugar para o casal e tinha dois anos para fazer isso. A noiva não sabia o dia que ele voltaria, mas sabia a época. A comitiva (amigos do Noivo) TOCAVA O SHOFAR quando o Noivo estava chegando e o que a noiva fazia?

  • Não ficava esperando no altar, mas corria para ir encontrar com o Noivo.

YON HÁ DIN:

A coroação de um Rei é chamado de “Yom Há Dim” que significa “Dia do Julgamento ou Juízo” porque seus inimigos são confrontados.

Deus Toca o Shofar (Trombeta):

1 Tessalonicenses 4.16:
“Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro”.

Deixe uma resposta