Aprendendo a Viver em Ações de Graças

Por

Tema: Vivendo Em Ações de Graça

Recebendo o exemplo de Cristo (Mt 11.25; 26.27; Jo 6.ll; 11.41).
As hostes celestiais ocupam-se disso (Ap 4.9; 7.11-12; 11.16-17).
Deus ordena que vivemos assim (SI 50.14; Fp 4.6).
É uma coisa boa (SI 92.1).

I. DEVEMOS OFERECER AÇÕES DE GRAÇA A QUEM?

A Deus (SI 50.14).
A Cristo (lTm 1.12).
Por meio de Cristo (Rm 1.8; Cl 3.17; Hb 13.15).
Em nome de Cristo (Ef 5.20).
A favor dos ministros (2Co 1.11).
No culto particular (Dn 6.10).
No culto público (Sl 35.18).
Em tudo (iTs 5.18).
Após realização de grandes tarefas (Ne 12.31, 40).
Antes das refeições (Jo 6.11; At 27.35).
Sempre (Ef 1.16; 5.20; ITs 1.2).
À lembrança da santidade de Deus (Sl 30.4; 97.12).
Pela bondade e misericórdia de Deus (Sl 106.1; 107.1; 136.1-3).
Pelo dom de Cristo (2Co 9.15).
Pelo poder c reino de Cristo (Ap 11.17).
Pela aceitação e eficácia da palavra de Deus nos outros (lTs 2.13).
Pela libertação, por meio de Cristo, do pecado que habita em nós (Rm 7.23-25).
Pela vitória sobre a morte c a sepultura (ICo 15.57).
Pela sabedoria e poder (Dn 2.23).
Pelo triunfo do evangelho (2Co 2.14).
Pela conversão de outros (Rm 6.17).
Pela fé exibida pelos outros (Rm 1.8; 2Ts 1.3).
Pelo amor exibido pelos outros (2Ts 1.3).
Pela graça derramada sobre os outros (ICo 1.4; Fp 1.3-5; Cl 1.3-6).
Pelo zelo exibido pelos outros (2Co 8.16).
Pela presença de Deus (Sl 75.1).
Pela nomeação dos ministras (lTm 1.12).
Pela prontidão cm oferecer nossos bens ao serviço de Deus (lCr 29.6-14).
Pela provisão de nossas necessidades materiais (Rm 14.6-7; lTm 4.3-4).
Por todos os homens (lTm 2.1).
Por todas as coisas (2Co 9.11; Ef 5.20).
Deve ser acompanhada de intercessão por outros (lTm 2.1; 2Tm 1.3; Fm 4).
Deve sempre fazer parte da oração (Ne 11.17; Fp 4.6; Cl 4.2).
Deve acompanhar o louvor (Sl 92.1; Hb 13.15).
Expressada com salmos (lCr 16.7).
Ministros indicados para oferecer publicamente (lCr 16.4,7; 23.30; 2Cr 31.2).

II. INSTRUÇÕES AOS SANTOS

  • Exortados a ela (Sl 105.1; Cl 3.15).
  • Decidem-se a praticá-la (Sl 18.49; 30.12).
  • Oferecem-na habitualmente (Dn 6.10).
  • Oferecem sacrifícios de ação de graças (Sl 116.17).
  • Abundam na fé com ação de graças (Cl 2.7).
  • Exaltam a Deus com ação de graças (Sl 69.30).
  • Apresentam-se a Deus com ação de graças (Sl 95.2).
  • Devem entrar nos portões de Deus com ação de graças (Sl 100.4).
  • Dos hipócritas, cheia de vangloria (Lc 18.11).
  • Os ímpios são contrários a ela (Rm 1.21).

III. EXEMPLOS

  • Davi, lCr 29.13.
  • Os levitas, 2Cr 5.12- 13.
  • Daniel, Dn 2.23.
  • Jonas, Jn 2.9.
  • Simeão, Lc 2.28.
  • Ana, Lc 2.38.
  • Paulo, At 28.15.

 

 

 

Deixe uma resposta