7 Segredos da Fé de Calebe

Por

7 Segredos da Fé de Calebe [Josué 14.5-14]. Não nos faltam exemplos nas Escrituras Sagradas para nos inspirar e para evitarmos o mal.

Além de existirem por si mesmos, e terem seu significado história, também, numa razão espiritual, existiram como “placas de trânsito” do nosso ir e vir, pare, descida, pista molhada, etc.

  • Moisés é o homem da mansidão;
  • Abraão, o homem da separação;
  • Davi, o homem da coragem;
  • José, o homem da pureza;
  • João, o homem do amor;
  • Pedro, o homem do zelo; e,
  • Calebe, o homem da fé.

Neste estudo vamos no atentaremos para sete aspectos da fé demonstradas por Calebe.

1.º Reivindicar Pela Fé – Js 14.6

Para reivindicar qualquer coisa que seja, deve ser feita inteiramente com base na promessa de Deus. Essa é a linguagem que o mundo espiritual conhece – a linguagem da fé que declara sempre aquilo que o Senhor afirmou a meu respeito.

Os argumentos da fé não se trata de si mesma, mas no poderoso conforto de que “O Senhor diz”.

Temos visto muitas derrotas de homens até piedosos, mas que não entenderam esse segredo. Quando alguém reivindica algo que Deus não prometeu, trata-se de presunção, não de fé.

A fé, a poderosa fé, vê a promessa,
E olha somente para Deus,
Rindo das impossibilidades,
E bradando “Vai acontecer”

2.º A Consagração da Fé – Js 14.8:

A palavra “consagrar” e a atitude de obediência de Calebe recebem a mesma conotação. O texto diz:

“… eu, porém perseverei em seguir ao Senhor meu Deus”

Tem o significado em hebraico:

“Eu cumpri após o Senhor”.

Ao reconhecer sua obediência e a notificar, Calebe mostra uma autoestima adequada e fica imune a qualquer acusação de outras pessoas ao derredor e foi assim que se apresentou diante do novo comandante Josué.

Você sabia que as Escrituras possuem registro de nós todos? Tudo bem, ela não vai citar nosso nome, mas, nossos atos nos colocam a cada um de nós nos registros eternos das Escrituras.

Sobre Calebe está destacada em Deuteronômio 1.36; Números 14.24; 32.11; Josué 14.8,9,14.

Quiçá, seja nestes textos, os nossos nomes acrescentados.

Se você obedece, então se consagra em fé e contra este testemunho “não há encantamentos”.

Além do mais, Deus tem um prisma seleto, a consagração é a presença de Cristo em nós, agindo em nosso interior para reproduzir Seu próprio comportamento na vida (G1 2.20);

Em contrapartida, do ponto de vista humano, a consagração é a resposta do cristão à Palavra da graça de Deus, em obediência simples e integral (1 Pe 1.14-21).

3.º A Confissão da Fé – Js 14.10:

Não tem como cometer pecados e ficar impune, e bem assim, não tem como ser obediente a Deus e não receber a recompensa.

O cristão sabe disso, Calebe sabia disso, e também sabia que a maior recompensa de todas era a presença do Senhor, portanto ele declara no versículo 12 – O Senhor será comigo (Js 14.12).

É sempre alegre a alegre confissão da fé que não vem de uma força própria, mas de confiar na força daquele que tudo pode.

Ao confessar que o Senhor era com ele, a fé é renovada e vem com a graça protetora do Deus vivo.

4.º A Coragem da fé – Js 14.11:

Caminhando nos 7 Segredos da Fé de Calebe, observamos que algumas das características são de ação do próprio Senhor, porém, uma boa parte delas cabe a nós, pobres mortais, colocando a confiança n’Ele.

Esse era o intento, a vontade e a certeza, de que era capaz de lutar na guerra, pois, assim como em Moisés, a sua força também não foi abatida (Dt 34.7).

A sua alma era tão sadia, que mesmo acima dos oitenta anos, sentia seu corpo renovado (3 Jo 1.2).

Existe um segredo na vida cristã, o da coragem para guerrear e testemunhar, e só o teremos se andarmos com o Senhor.

Só olhando com um coração quebrantado na face de Deus (1 Jo 3.20,21), podemos olhar no rosto dos homens com um testemunho fiel (At 4.13).

5.º A Companhia da Fé é a Presença de Deus Js 14.12:

Calebe era um guerreiro resolvido e toda sua alegria era baseado na crença de que a presença de Jeová estaria com ele.

Deus havia prometido que estaria – porque duvidar?

Deitar, trabalhar, ir ou vir – não tem diferença se Deus está conosco, a vitória é certa (1 Sm 14.6).

6.º A Confiança da Fé (Js 14.12):

Se O SENHOR será comigo, com o objetivo de expelir os ocupantes dos terrenos de Deus, não podemos fugir da batalha (Js 3.10).

É o que faz diferença entre a fé e a presunção:

O presunçoso olha para si, para sua autoridade

Mas, o homem de fé, se baseia na Palavra d’Ele.

Existe a autoconfiança e a confiança no Senhor (1 Sm 17.45,46).

7.º A Compensação da Fé (Js 14.13,14):

A obediência sempre nos trará a recompensa e Calebe é recompensado por causa da sua fidelidade.

A palavra Hebrom, que tem o significado de comunhão, torna-se a sua herança.

Ora! Nada mais claro do que isso, se temos comunhão com o Senhor logo vem a recompensa presente por andarmos com Ele (1 Co 1.9).

Ou você desajaria algo que não fosse essa comunhão maravilhosa?

Uma coroa incorruptível por corrermos diligentemente a carreira (1 Co 9.25).

Uma coroa da vida que recebemos pela perseverança (Tg 1.12), uma coroa de justiça quando amamos a volta de Cristo (2 Tm 4.8), uma coroa de alegria para aqueles que levam outros ao Senhor (1 Ts 2.19) e uma coroa de glória pelo serviço fiel que prestamos a Ele (1 Pe 5.4).

Deixe uma resposta