O Crente A, o Crente B e o Crente C

Por

O Crente: Quando a Bíblia fala em Religião sempre há necessidade de trazer junto um adjetivo.

Isso porque a palavra “Religião” perdeu seu significado.

Sempre a Bíblia refere-se a religião no sentido negativo, naquilo que ela se tornou e não no significado original que, aliás, é muito lindo:

– Religião é a RELIGAÇÃO com Deus.

Nesta Reflexão também usaremos o termo no modo negativo.

Dito isto, afirmo que as pessoas se relacionam com Deus de TRÊS formas:

  1. O Crente A – Você aceita Jesus e viva como quiser;
  2. O “B” – Você obedece a Deus e Ele te aceita. Você paga o dízimo por isso é abençoado.
  3. O “C” – Você foi aceito por Deus na obra Redentora de Jesus e liberto para obedecer.

O Crente A, o B e o C:

Se você enquadrado na categoria “A” você é seu próprio salvador e pronto – só espero que você tenha providenciado um paraíso para ir morar depois da sua morte;

Mas, se for a categoria “B“, você é um bom negociador e barganhador, só que consigo mesmo porque Deus não se vende;

Se você é o Crente “C“, observe que está navegando totalmente ao inverso do Crente “B” (deixa o “A” fora).

Os Crentes “B” e “C” fazem EXATAMENTE as mesmas coisas, as mesmas orações, estão nos mesmos lugares e ATÉ PENSAM IGUAIZINHOS

Suas opiniões sobre o mundo, sobre como se comportar, o que ler, como namorar, o que é pecado e tudo mais, são idênticos.

MAS estão navegando para lados opostos entre si.

Será até difícil entender porque um vai para a Direita de Deus e o outro para a Esquerda.

Um para: “Vinde benditos de meu Pai” e outro para: “O fogo eterno”.

Digo isso, porque Deus não aceita que nada, nem mesmo a religião esteja entre Ele e o crente.

Na nossa alegoria, o Crente “B” faz tudo para ser aceito por Deus – isso é religião (não no sentido original da palavra), e o Crente “C” faz tudo que o Crente “B” faz, só que o faz porque primeiro foi ACEITO pelo Pai.

Quer um exemplo nas Escrituras?

Deus salvou os hebreus, os levou para o deserto para lhes dar os mandamentos – logo, entendemos que Ele nos aceita primeiro, e depois nós o obedecemos, justamente porque fomos aceitos, mas não obedecemos para sermos aceitos.

Já pensou se Deus dissesse para os hebreus:

“Aqui estão meus 10 mandamentos… se vocês obedecerem eles eu vou salvar vocês”

Qual hebreu escaparia da escravidão?

Que tipo de crente nós somos? O crente “A”, “B” ou “C”?

João 15.5 – Mensagem 42

Deixe uma resposta