O Fogo Santo do Altar Não Se Apagará

Por

O Fogo Santo do Altar Não Se Apagará! Deus estava formando uma nação no calor do deserto por 40 anos regendo-os com mão forte e forjando um caráter para cumprir sua missão no propósito eterno. Separados para Ele.

Lv 6.12 - “O fogo permanecerá aceso sobre o altar; não poderá ser apagado. Ali o sacerdote acenderá lenha todos os dias pela manhã, arrumará o holocausto sobre ele e queimará a gordura das ofertas pacíficas.”
Lv 6.13 - "O fogo estará continuamente aceso sobre o altar; não poderá ser apagado".

O Fogo Santo do Altar Não Se Apagará

Deus anuncia a Moisés que o fogo do sacrifício nunca poderia apagar e de forma minuciosa ensina a manter o fogo aceso.

Manter aceso: Deus havia dado a ordem: O Fogo Santo do Altar Não Se Apagará, então se é para manter algo queimando incessantemente podemos imaginar a quantidade de material empregado para se cumprir esse mandamento.

01 Botijão de Gás padrão vem com 13 kg e pode manter uma chama acesa por 225 horas (em média) que dividido por 24 horas logo:

  • Um botijão mantém o fogo aceso por 225 horas
  • Um ano tem 8.760 horas
  • 40 Botijão de Gás para um ano
  • Considerando o tamanho do fogo do altar eu precisaria de 400 botijões por ano para o sacrifício (95,00 * 400 = R$ 38.000,00).

O Fogo É Santo Porque Veio Do Céu

Deus não ensina: Deus não ensina como acender o fogo – Isso porque o único que poderia acender o Fogo era Ele mesmo.

Lv 9.24 “pois saiu fogo de diante do SENHOR e consumiu o holocausto e a gordura sobre o altar. Ao ver isso, todo o povo gritou de alegria e prostrou-se com o rosto em terra”.

O Fogo do culto à Deus é santo não podia se apagar e só podia ter como única fonte de combustão permitida era a madeira de primeira qualidade o que impõe responsabilidade a todos nós de:

a)    Manter o Fogo aceso (o Fogo é santo);
b)    Ter um espaço para depósito de madeira;
c)    A madeira deveria ser de boa qualidade (não podre);
d)    Buscar as ofertas para o abastecimento.

Gerenciamento Do Combustível

Em Neemias 10:34 - "E nós, os sacerdotes, os levitas e o povo lançamos sortes acerca da oferta da lenha que deveremos trazer ao templo do nosso Deus anualmente no tempo determinado, de acordo com as nossas famílias, para queimar sobre o altar do SENHOR, nosso Deus, conforme está escrito na Lei."  
Neemias 13:31 - "Fixei também normas para a provisão de lenha em tempos determinados, e para os primeiros frutos. Lembra-te de mim, para o meu bem, ó meu Deus." 

Foco nas Famílias: A organização e responsabilização foi posta sobre os sacerdotes em geral e também todas as tribos, ou seja, todas as famílias de Israel eram responsáveis por prover a matéria de combustível para que o “O Fogo Santo do Altar Não Se Apagará”, nunca se apagasse.

12 Meses – 12 Tribos – Cada mês uma tribo era responsável. O povo deveria entregar em períodos pré-determinados para armazenamento da madeira separada para Deus”. Pense no privilégio que era colher madeira boa para ofertar e manter o “Fogo Santo” do holocausto aceso?

Deus acende o Fogo Santo,
mas o homem é o responsável
por mantê-lo aceso.

Fogo Estranho:

Lv 10.1 “E aconteceu que Nadabe e Abiú, filhos de Arão, pegaram cada um seu incensário e, pondo nele fogo e incenso, ofereceram fogo não permitido diante do SENHOR, o que ele não lhes havia ordenado.”

Lv 10.2 “Então saiu fogo de diante do SENHOR e os devorou; e morreram diante do SENHOR.”

Eu sempre quis saber o que era esse “Fogo Estranho” que levou Arão a perder seus dois filhos mais velhos logo no primeiro dia do ministério sacerdotal.

Quais Pecados Nadabe e Abiú cometeram?

  1. Usaram seu próprio incensário.
  2. Um só deveria ter oferecido e não dois ao mesmo tempo.
  3. Apenas o sumo-sacerdote podia oferecer.
  4. Ofereceram o incenso fora do horário ordenado por Deus (Êx. 30.7-9).
  5. Não pegaram do “Fogo Santo” para colocar em seus incensários (Lv. 9.24; 16.12).

Em Apocalipse 8:5 o próprio anjo acende o incensário com o fogo do “Fogo Santo Perpétuo” e é por isso que O Fogo Santo do Altar Não Se Apagará

Quanto Tempo o Fogo se Manteve Aceso?

  • 1.462 a.C., o Fogo Santo Perpétuo foi aceso
  • 586 a.C., Nabucodonosor destrói o Templo
  • Por 876 anos o Fogo foi mantido aceso.

Apenas no período dos Juízes que não temos uma informação sobre o “Fogo Santo, mas, fora esse impasse podemos dizer que o “Fogo” permaneceu aceso por mais de 800 anos.

Existiam três focos do “Fogo Perpétuo Santo” que também era conhecido como O Fogo Santo do Altar mantidos assim:

  • A fogueira maior usada nos holocaustos diários;
  • A outra queimava os incensos e mantinham os incensários;
  • E terceira era o “Fogo Santo Perpétuo” – era usada apenas para levar o Fogo Santo para as outras duas.

Era mantido assim para que O Fogo Santo do Altar Não Se Apagará

No Tabernáculo e no Templo de Salomão:

Porque o Fogo Santo não podia apagar? 

  • Por que ele foi aceso por Deus lá no Tabernáculo de Moisés (Lv 9.24)
  • Aceso no Templo de Salomão e representava a presença de Deus.

Os israelitas mantiveram o Fogo Santo Perpétuo aceso por 876 anos com muito trabalho, dedicação diária e lenha de boa qualidade – isso é incrível.

Existiam três focos do “Fogo Santo do Altar” mantidos assim:

  • A fogueira maior usada nos holocaustos diários;
  • A outra queimava os incensos e mantinham os incensários;
  • E terceira era o “Fogo Santo Perpétuo” – era usada apenas para levar o Fogo Santo para as outras duas.

O Templo de Salomão é Destruído:

O Juízo de Deus Vem: O povo estava desobediente e abandonou os caminhos de Deus, então Deus trouxe juízo sobre eles através de Nabucodonosor rei da Babilônia.

II Macabeus 1.19-22 Quando Nabucodonosor destrói Jerusalém e o Templo, uma família de sacerdotes pega o Fogo Santo (acendido pelo próprio Deus) e foge para proteger o “Fogo Santo do Altar”. O Fogo Santo é guardado em uma caverna de um rio onde as águas teriam secado e quando o “Segundo Templo” foi inaugurado eles foram lá buscar o “Fogo Santo” e encontraram o fogo apagado e no recipiente estava apenas uma pasta.

Esta pasta foi trazida para o Segundo Templo e com madeira e essa pasta os sacerdotes acenderam o fogo.

O Fogo Santo do Altar e o Segundo Templo:

Diferentemente do Templo de Salomão, o Segundo Templo:

  • Não tinha a Arca da Aliança;
  • Não tinha o Urim e Tumim;
  • Não tinha o óleo sagrado;
  • Não tinha o fogo sagrado;
  • Não tinha as tábuas dos Dez Mandamentos;
  • Não tinha os vasos com Maná;
  • Não tinha o cajado de Arão.

O Choro Dos Anciões:

Esdras 3.12 - "Mas muitos dos sacerdotes, dos levitas e chefes de famílias mais idosos que tinham visto o primeiro templo choraram bem alto quando viram o lançamento do fundamento deste templo. Muitos também gritaram de júbilo."
Esdras 3.13 - "Assim, não se podiam distinguir as vozes do júbilo das vozes do choro do povo, pois os gritos do povo eram muito fortes e o som se ouvia de longe".

Os anciãos que haviam provado toda aquela glória se manifestando no Tabernáculo e também no Templo de Salomão parece que viviam das glórias do passado e desejavam o Fogo Santo do Altar

A Glória da Segunda Casa e o Fogo Santo do Altar:

Ageu 2.9 “Portanto, o esplendor deste novo Templo será ainda maior do que a glória do antigo!” declara o SENHOR dos Exércitos.”

Com o povo desanimado, sempre lembrando das riquezas, do ouro e de todas as peças que agora não estavam mais presente, e os anciãos chorando pela presença de Deus, então vem o Profeta Ageu para consolar o povo.

Sim! A Glória da Segunda Casa não era nada material, mas era o Próprio Deus encarnado entrando no Templo – Jesus nosso Senhor.

Jesus era o Fogo Santo do Altar que nunca mais se apagaria

Não Apagueis o Espírito Santo que é o Fogo Santo do Altar:

1Ts 5.19 "Não apagueis o Espírito;"

Nós temos que sempre estar tirando as cinzas da nossa vida, tirando as sujeiras e tudo aquilo que atrapalha o Fogo do Espírito Santo aceso em nossa vida.

Deixe uma resposta